Projetos MAPS

PHOENIX

Zimbabwe Mangwende Orphan Care, África
O projeto alia intercâmbio de experiências e conhecimento às intervenções locais: cursos, engajamento de líderes e da comunidade, planejamento, implantação de programas de permacultura, aglofloresta, bioconstrução e turismo de base comunitária.

Criando asas

A partir de diagnóstico e planejamento elaborados em conjunto com as lideranças locais, a atual fase de implantação foi distribuída em três etapas:

Preparação

  • estabelecimento de relações com autoridades e comunidades locais

  • diagnóstico e mapeamento dos problemas

  • cronograma e planejamento das ações

  • estruturação dos cursos

  • envolvimento de empresas patrocinadoras e apoiadores

  • deslocamento da equipe brasileira até o Zimbabwe

Ações locais

  • implantação do programa previsto de cursos e práticas

  • diagnóstico avançado dos potenciais de desenvolvimento sustentável

  • diagnóstico para a instituição do turismo de base comunitária

  • visita a outras comunidades, encontros com lideranças e autoridades

  • registro de cada passo da ação em foto, vídeo e áudio

Frutos e metas

  • divulgação junto à imprensa, com créditos ao patrocinador em toda a mídia

  • direito de uso das imagens pelo patrocinador no período de um ano

  • apresentação do projeto, ações locais e resultados para divulgação

  • valor socioambiental agregado à marca patrocinadora

  • avaliação dos desdobramentos e das fases sucessivas do projeto

Um vôo guiado

Liderada por Evans Mangwende (diretor e coordenador do Magwende Orphan Care, no Zimbabwe), Bento Cruz (antropólogo, professor e permacultor) e Carla Mott Ancona Lopez (empresária e consultora de empresas em projetos sustentáveis), a ação conta com equipes atuando no Brasil e no exterior. Seu desenho será aplicado nesta comunidade do Zimbawe mas foi traçado para se converter num modelo adaptável e replicável a outras iniciativas do Projeto Phoenix.

 

Nesta ação, os cursos de formação em técnicas de desenvolvimento sustentável serão ministrados por Bento Cruz, cuja atuação tem reconhecimento internacional. Planejamento estratégico e logístico, relações públicas e coordenação a partir do Brasil são conduzidos por Carla Mott Ancona. A documentação audiovisual do projeto está a cargo do jornalista especializado e videomaker Paulo Franco. No Zimbabwe, a coordenação cabe a Evans Magwende, influente liderança local. Conjuntamente, a equipe produzirá diagnóstico e plano para estruturação do turismo de base comunitária no território.

Evans Mangwende
Carla Mott
Ancona Lopez
Bento Cruz
Paulo Franco

CONTATO