Práticas alternativas na agricultura



A compreensão da natureza somente é possível através de um enfoque geral, holístico, observando ciclos, trabalhando com sistemas, respeitando inter relações e proporções. Tudo é relativo, interdependente e relacionando. Por exemplo, o nitrogênio pode ter até 6 valências positivas ou 4 valências negativas, conforme o ambiente em que se encontra. E a relatividade que Einstein descobriu para a força atômica vale para toda natureza.


O enfoque temático-analítico que orienta toda a ciência atual, também predomina na agricultura convencional introduzido pela “Revolução Verde” e levou ao trabalho com fatores isolados. Com isso se perdeu a visão geral e todos os sintomas que aparecem por causa de um manejo arbitrário dos solos e da natureza, são combatidos separadamente por ignorar suas causas.

Destruindo-se os equilíbrios naturais aumentaram as pragas e doenças vegetais assustadoramente, especialmente porque as variedades ou híbridos de alta produtividade e boa tolerância a elevadas quantidades de NPK (HYV e HRV) não são mais variedades adaptadas aos solos e ao clima.


Esses são alguns dos trechos do livro "Práticas Alternativas de Controle de Pragas e Doenças na Agricultura", (Helcio de Abreu Junior; Campinas, São Paulo, 1998).

Você pode baixar gratuitamente e ler por inteiro. Clique aqui ou na imagem principal e tenha acesso a essa importante obra.


CONTATO